Trabalhando Remotamente como Desenvolvedor

O trabalho remoto é cada vez algo mais comum, principalmente entre áreas de tecnologia. É possível trabalhar da praia, do campo, de um ambiente legal ou até em um home office bacana, com horas flexíveis e você sendo seu chefe… mas acredite: pode não ser tão fácil quanto se pensa e nem ter tudo isso citado, é necessário se conhecer e passar a utilizar métodos para que haja produtividade e que também você não trabalhe demais ou menos, cuide da saúde, veja pessoas, se exercite, entre uma série de outras coisas que falo neste post.

Desde 2013 tenho trabalhado remotamente, prestando serviços a empresas do Brasil e de fora, com diversos clientes e projetos diferentes. Neste período aprendi bastante sobre como é trabalhar remotamente. Entre erros e acertos posso dizer que hoje sei o que funciona e o que não funciona comigo e o que tenho aprendido até aqui. Abaixo compartilho alguns tópicos que considero importante falarmos, o que venho fazendo, percebendo e espero que sirva de ajuda para quem também é um trabalhador remoto.

SE CONHEÇA!
Mesmo que você tenha de se conectar no horário comercial ou tenha flexibilidade em sua jornada, não pense que é tudo mil maravilhas, é preciso, por exemplo, entender em qual horário você produz mais. Eu gosto bastante do período da tarde, ou então bem cedo! O ‘miolo’ que ronda o horário do almoço não é tão benéfico pra mim. Antes, no início da carreira gostava muito de trabalhar de madrugada, mas com o tempo vi que não é legal, bagunça o nosso “fuso”, ficamos sem interação com a família/amigos e até cansados mesmo tendo dormido o dia todo. E agora casado não é sadio para meu casamento trocar o dia pela noite. Atualmente as madrugadas trabalhando são apenas para casos de urgência, sendo exceções e não regras.
Além disso é necessário analisar o que te distrai, como você lida com a auto-gestão, métodos de organização, planejamento, produtividade, quais deles funcionam com você. Tudo isto é feito na base da tentativa, portanto o trabalho remoto também acaba sendo um belo de um laboratório para testar quais condições/métodos/macetes funcionam pra você.

ESTABELEÇA LIMITES
Se você optou por trabalhar home office é importante estabelecer limites de tempo e espaço. Aqui por exemplo eu dediquei um quarto apenas como escritório, meu e da minha esposa, e embora não haja como evitar de pensar em trabalho nos outros cômodos, eu de fato não trabalho da cama e/ou do sofá. Além disso, baseado no período que você produz melhor é preciso estabelecer limites, pois se não, acredite: vai ficar 10, 12 horas ou mais, por dia, trabalhando, ou então trabalhará pouco e procrastinará até de noite/madrugada, e então, com sono, deixará tudo para amanhã. Isso virará um ciclo vicioso que desaguará no caos!

Obs.: se você precisa se ajustar a fusos horários diferentes, é preciso prestar bastante atenção para alinhar seu trabalho com sua vida pessoal/obrigações no fuso normal onde vive.

INVISTA EM UMA BOA CADEIRA E ACESSÓRIOS
Não seja mão de vaca em seus equipamentos, afinal, você ficará ali boa parte do dia e/ou da noite, e é sua coluna e saúde que estão em jogo, portanto escolha uma cadeira que seja confortável, saiba que serão melhores amigos, hehe.
Eu peguei uma presidente gamer e não tenho do que reclamar, super confortável.
Mas falando de outros acessórios: tenha um ventilador/ar-condicionado, uma mesa que você goste e contemple sua necessidade de espaço, um segundo ou até terceiro monitor auxiliar, um computador que tenha capacidade de suprir os recursos que você utiliza sem travamentos e complicações, suportes de notebook/monitor para bom ajuste da cabeça, encosto para pés. Pode parecer besteira, ou muita coisa, mas isto pode ajudar você a trabalhar melhor e não acabar com sua saúde!
Se possível (e é o recomendado): monte um cantinho gostoso de se trabalhar, não é todo mundo que trabalha bem em todo canto, tampouco todo torto e com recursos que te estressem e tirem sua concentração.

INVISTA EM FERRAMENTAS ONLINE
Mais uma vez, não seja mão de vaca com ferramentas online que te proporcionarão planejamento, gestão e benefícios para o seu trabalho. Sabemos que tem muita coisa boa free, mas boa parte delas, em algum momento, pode se tornar limitado e você precisar de um upgrade. Portanto assuma como despesas comerciais e pague alguns dólarezinhos.
Aqui eu uso: Gsuite, Hubstaff (excelente para trackear tarefas e projetos), Github, Dropbox (prefiro ele ao Google Drive, melhor pra se organizar).

FUJA DA PROCRASTINAÇÃO
Procrastinação é uma bomba relógio para tudo na sua vida, e se você realmente não trata desde o início, vira um hábito, pois o procrastinador acha que não vai ter problemas, que o código vai funcionar de primeira, que as soluções serão fáceis de implementar, que tudo dará certo… e o pior: correndo contra o tempo, pois o gatilho do procrastinador é quando o prazo tá bem na sua cara. Portanto comece o mais cedo possível, assim terá tempo e fará com calma e dedicação, da maneira certa. Sugiro a leitura deste livro: O Poder do hábito.

TRELLO? POST-IT NA PAREDE? QUADRO BRANCO? TO-DO LISTS?
Como você lida com a organização dos seus projetos? Realmente funciona pra você? Ferramentas como o Trello, por exemplo, são fantásticas, pois se integram com diversos outros serviços. Aqui, eventualmente, eu uso com o Slack mas sempre integrado ao Hubstaff, onde controlo o tempo gasto/previsto em cada tarefa para o relatório de horas daquele projeto. Mas também tenho uma lousa onde os anoto de maneira macro, ou seja, no Trello eu o esmiuço por tarefas para efeito de gestão e integração com ferramentas, mas na lousa eu tenho o “big picture” dos meus projetos, com o nome e data de entrega, só. Descobri que pra mim não funciona os post-its no quadro, provavelmente porque eu lido com muitos projetos, então esmiuçando tudo ia ficar uma bagunça absurda. Logo tendo o panorama na lousa e o detalhe no Trello funciona muito bem pra mim.

SAIBA GERENCIAR SEU TEMPO E SUA PRODUTIVIDADE
WhatsApp, Telegram, Instagram, e claro: Facebook destroem com a nossa concentração, portanto desligue notificações e, se possível, deixe o celular desligado ou longe de você. E para melhorar a questão de não acessar sites durante o horário em que você está trabalhando, existem algumas extensões muito boas no Google Chrome, uma delas é a StayFocusd, nela você cadastra quanto tempo por dia você quer passar em determinados sites, e cada vez que acessar o tempo contará, quando acabar ele veta o acesso até o outro dia!
E para melhor gestão do tempo, tente alguns métodos, GTD, Matriz GUT, Pomodoro, todo list ou até gamificação. Aqui eu uso o Pomodoro, com a extensão Marinara, gosto bastante e é muito funcional comigo.

SE POSSÍVEL, CONSIDERE SAIR DE GRANDES METRÓPOLES
Nasci, cresci e vivi toda minha vida em São Paulo, amo minha cidade, mas ela tem seus problemas, e podemos evitar, ou pelo menos minimizar alguns, como? Saindo dela! Já que o trabalho é remoto, por quê continuar pagando caro em moradia, alimentação, levando horas para percorrer 2 km, e se preocupando demasiadamente com violência, assaltos e etc? Claro, não há um lugar que não tenha nada disso, mas bem menos.
Em Julho de 2017 eu me casei e me mudei para São Carlos, que fica a apenas 230 km de São Paulo, mas vou bastante para capital em reuniões de clientes que tenho, alinhamentos, e também para visitar família e amigos, e acreditem: o tempo que eu levo para ir para lá é o que eu levava para sair de Interlagos e trabalhar na Zona Oeste, próximo a estação Imperatriz Leopoldina: 2h30. A diferença é que na estrada. Aqui moro em um apartamento que em SP seria o dobro, triplo do preço, com um bairro gostoso, calmo, tranquilo, e com SmartFit, Telha Norte, Supermercado, Shopping Iguatemi com cinema e praça de alimentação, tudo isso há 5 minutos de carro e 10 a pé.
A qualidade de vida muda absurdamente! A preocupação com violência não deixa de existir, mas é BEM menor.
Para melhorar, atualmente o interior está sendo muito mais vantajoso, até para empresas, aqui por exemplo (São Carlos) o número de coworkings é bem alto para a cidade (e o preço é bem bacana comparado a São Paulo). Há grandes empresas de tecnologia migrando para cá e estão surgindo centros de inovações fantásticos (procure por ONOVOLAB). E o melhor: você chega rápido, sem demora, sem trânsito, consegue até deixar o carro na rua ou pagar apenas R$ 5,00 no estacionamento. Não sei quanto tempo ficarei aqui, a probabilidade de voltar para SP ou outro canto do mundo existe e é grande, mas por enquanto estou bem feliz onde estou e se puder, aqui continuarei.

SAIBA LIDAR COM SUAS EMOÇÕES
Mês passado fui trabalhar por alguns dias em Poços de Caldas (cidade turística, linda para passear), a fim de visitar meus sogros. Nos 4 dias que fiquei lá, por serem dias de semana, não botei o pé na rua, meu sogro até achou estranho, mas isso é muito comum, afinal se trabalha o dia inteiro, e a noite com o cérebro cansado só queremos descansar. Portanto: tente ao menos 1 ou 2 dias por semana trabalhar em espaços colaborativos, cafeterias, coworkings. Faça algum esporte, vá comprar comida (não peça delivery), enfim… vá ver outras pessoas, sair de casa ou do ambiente em que você esteja, pois se não vai ter a sensação de ser um ser humano das cavernas solitário.
Eventualmente pode acontecer de você precisar trabalhar mais que o seu horário normal, tendo que programar a noite toda e ir dormir às 7h da manhã, acordando tarde no dia seguinte e se sentindo mal por isso, mesmo tendo rendido muito na noite anterior. Com o tempo você se acostuma a estas situações fora do horário comercial que fomos acostumados e a sensação ruim acaba.
Além disso muitas vezes é um pouco ruim não ter com quem falar sobre algum assunto bacana no caminho do almoço/volta para casa no mesmo trem/ônibus, discutir sobre framework x, linguagem y, nova funcionalidade w, dividir o problema da solução que se está implementando, nestas horas Google e Stack Overflow são seus aliados, é importante saber se virar sozinho quanto a isto. Mas não se isole, tem ferramenta online que pode ajudar bastante, hoje em dia existem inúmeros canais no Slack disponíveis para falar sobre praticamente cada tipo de framework e linguagem, desde que tenham uma comunidade que é ativa. A de WordPress é bem fera! o/

FAÇA EXERCÍCIOS, DURMA E SE ALIMENTE BEM
Pense, você já viu algum programador(a) sarado(a)? Eu demoro a achar, mas só me lembro de 1 ou 2. A maioria, devido ao estilo de vida, engorda MUITO! Há muito trabalho, projetos longos, prazos curtos, logo é comum negligenciar a saúde e enfiar o pé na jaca em doces, salgadinhos, fast-foods, dormir mal… Saia desta inércia e bote o corpo para se exercitar, também saiba descansar, pois é completamente NÍTIDO o impacto positivo que temos na concentração, memória e no trabalho em sí quando se está com o corpo ativo e descansado. Compre frutas e evite ter gordices em casa, assim na larica que dá durante o dia ou nos seus intervalos entre as grandes refeições você saciará sua fome com elas.

O trabalho remoto é, sem dúvidas, um benefício excelente para quem não quer perder tempo no trânsito, mudar de cidade ou apenas deseja trabalhar de sua casa, claro que talvez tenham pessoas que não se encaixem ou tenham mais dificuldade em se acostumar que outras, mas sabendo gerir tempo/planejamento, e tomando alguns cuidados como os que vimos acima é super recomendável, eu gosto bastante!

E com vocês, você já trabalhou ou trabalha remoto? Fique a vontade para compartilhar nos comentários o que funciona para você, seus acertos e dificuldades, estresses, alegrias, manda bala!

Espero que tenham gostado, grande abraço!